Categories
por

A trulância é um prokinetic

Nas minhas instalações, ainda parece que obtemos numerosas recomendações para a desordem do tracto digestivo rabugento.

De facto, adquirimos muita perícia e também adquirimos muitas terapias novinhas em folha na nossa colecção durante muitos anos, no entanto, é muito provável que ainda necessitemos de mais remédios para avançar, se tivermos mais probabilidades de oferecer eficientemente a todos os nossos clientes. Exigimos melhorar esta perícia e também continuar a fazer progressos para garantir que os nossos clientes estão a obter o tratamento adequado.

Na administração clínica da SII, parece haver um grau crescente de compreensão de que a condição, especialmente a SII diarreica e também a SII combinada, é uma condição microbiana. Este tem sido, muito provavelmente, um dos locais de estudo mais gratificantes e também continua a ser realmente espantoso. Inúmeros resumos e também pesquisas divulgadas ao longo do ano de 2014 que o crescimento excessivo de microrganismos do tracto intestinal pequeno, por exemplo, é uma causa raiz subjacente habitual da SII. Novas pesquisas de sequenciação profunda expuseram de facto os microrganismos específicos que podem estar encarregados do inchaço na SII. Várias outras pesquisas parecem revelar simplesmente como a E. coli sobreabundante e também Klebsiella estão entre os clientes com SIBO e também com SII. A perícia dessas pragas e também a forma como influenciam as características do aparelho digestivo e também os sinais e sintomas nos nossos clientes utilizam-nos como alvos novinhos em folha para verificar o avanço da medicina.

No entanto, penso que temos de ter cuidado onde levamos esta nova informação sobre o papel do microbioma na SIBO. Especificamente, penso que o optimismo acerca do transplante de microbiota fecal precisa de desaparecer. Temos agora pelo menos cinco ensaios controlados aleatórios que exploraram o tema, e nenhum dos dados é particularmente promissor. O FMT tem estado sob escrutínio crescente desde que foi noticiada uma morte este Verão. Só isso nos deve dar uma pausa. Só espero que as pessoas não continuem a gravitar em direcção ao FMT para a IBS.

Diagnóstico

Continuo a acreditar que um dos desenvolvimentos mais excitantes tem sido a capacidade de diagnosticar a SII. Do ponto de vista do paciente, pode ser fácil sentir-se dispensado. Dizem-lhes constantemente que os seus sintomas são psicológicos, que está nas suas cabeças. Se se afastarem de um consultório médico sem saber o que está errado, sem um diagnóstico, não se vão sentir muito confiantes nas suas hipóteses de gerir a sua doença.

Temos trabalhado para desenvolver um teste sanguíneo (IBS Smart, Gemelli Biotech) que tem demonstrado um potencial incrível. Foi desenvolvido a partir das nossas descobertas de que os níveis de toxina B e anti-vinculina distendente Cytolethal são elevados em doentes com SII-D e SII-M. Acabámos de terminar um estudo sobre uma segunda geração do teste que mostrou que tinha uma especificidade superior a 90% para qualquer um dos marcadores, e um valor preditivo positivo de 98%. Os médicos vão utilizar isto na sua prática e sabem, com certeza, se um paciente tem SII. Tem a possibilidade de ser uma ferramenta incrivelmente útil, particularmente nos cuidados primários. A SCI pode ser um pouco assustadora nos cuidados primários porque a diarreia pode ser causada por muitas coisas. Pode ser doença celíaca ou doença de Crohn, e leva a muitas colonoscopias desnecessárias. Este teste vai levar-nos a um diagnóstico mais rápido.

No Pipeline

Ao longo dos anos, temos visto cada vez mais agentes farmacológicos disponíveis. Recentemente tivemos duas novas adições bastante excitantes para tratar a IBS-C que vêm do mundo da procinética. Primeiro, é Zelnorm (tegaserod, Sloan Pharma), que é algo de um velho amigo. Foi retirada do mercado em 2007, mas agora está de volta. Foi reintroduzido desde que a FDA o aprovou para mulheres com menos de 65 anos com IBS-C.

Ainda mais excitante é o Motegrity (prucalopride, Takeda), que é outro agente procinético, mas que é muito mais potente do que o tegaserod. Tem demonstrado ser altamente eficaz para a obstipação. Neste momento, só é aprovado para a obstipação crónica idiopática, mas penso que os pacientes com IBS-C poderiam beneficiar com isso.

Com todas as terapias médicas disponíveis para a SCI-D, começa a parecer que estamos a fazer uma amolgadela. Continua a ser uma condição muito grave e generalizada, mas anedótica, os pacientes parecem estar a melhorar, e estamos a ver cada vez menos IBS-D na nossa prática. A IBS-C é uma história diferente. A obstipação tem sido uma noz muito mais dura de rachar. Apesar dos numerosos medicamentos disponíveis, ainda precisamos de uma melhor terapia. Temos vindo a concentrar o nosso trabalho na mira do metano e na tentativa de o inibir. Se conseguirmos encontrar uma forma de nos livrarmos desse metano, talvez possamos melhorar esse subconjunto de doentes com obstipação da mesma forma que ajudamos os doentes com IBS-D, utilizando Xifaxan (rifaximin, Salix). No entanto, é provável que estas terapias demorem um pouco de tempo até que fiquem disponíveis. Se eu tivesse de adivinhar, diria que não descerão pelo gasoduto durante mais 2 a 3 anos.

Na Clínica

Se eu vir um doente que possa ter SCI-D ou SCI-M, a primeira coisa que estou a tentar fazer é o teste de sangue. Se der negativo, então talvez não tenham sido expostos a intoxicação alimentar, mas se for positivo, saberei exactamente que têm SCI e porquê (intoxicação alimentar anterior). Uma vez estabelecido um diagnóstico, continuo muitas vezes a prescrever rifaximina como terapia de primeira linha, devido à sua segurança e eficácia. Se responderem, então sabemos que a SII deve ter sido causada por alguma SIBO subjacente ou por alguma outra disbiose. Se ainda não houver resposta, posso avançar para uma dieta de baixo FODMAP (LFD) ou mesmo uma dieta de baixa fermentação. Isto é um pouco mais liberal do que a DLV e mais fácil para os doentes. Se um paciente é verdadeiramente refractário a tudo isso, posso tentar algo como ondansetron, que tem muitos bons dados que mostram que é eficaz para abrandar o trânsito. É claro que também temos Viberzi (eluxadolina, Allergan) como outra opção para abrandar o trânsito.

No IBS-C, continuo a acreditar que o microbioma é importante e oferece-nos uma oportunidade decente de aliviar os sintomas. Se um paciente tiver metano num teste de respiração, eu tratarei esse metano. Se isso não melhorar a obstipação, passarei à procinética, que tem sido incrivelmente importante. Com medicamentos como Amitiza (lubiprostone, Takeda), Trulance (plecanatide, Synergy) e Linzess (linaclotide, Allergan), penso que o melhor é fazer uma estratégia. Qual é a gravidade da obstipação? Nos casos em que está mais no lado suave, tenho tendência a optar pela lubiprostona. No outro extremo do espectro está o linaclotide, que é muito mais potente para criar diarreia, pelo que reservamos isso para uma obstipação mais grave.

Temos muitas opções para a IBS, e penso realmente que a gestão médica desta doença tem vindo a melhorar com o tempo. Será emocionante ver o que vem a seguir e como estas novas descobertas nos ajudarão a servir os nossos pacientes.

Revelações: Pimentel relata laços financeiros com Laboratórios da Commonwealth, Gemelli Biotech, Naia Pharmaceuticals. Salix, Shire e Synthetic Biologics.

Resumo dos Medicamentos

A selecção do tratamento farmacológico continua a ser um sintoma dirigido. Os agentes utilizados para a gestão dos sintomas na síndrome do intestino irritável (SII) incluem anticolinérgicos, antidiarreicos, antidepressivos tricíclicos, agentes procinéticos, laxantes formadores de volume, antagonistas dos receptores de serotonina, activadores dos canais de cloro, e agonistas da guanilato ciclase C (GC-C).

Uma revisão sistemática descobriu que vários antiespasmódicos, incluindo óleo de hortelã-pimenta, pinavério, trimebutina, e cimetropio/diciclomina, tiveram um desempenho significativamente superior ao do placebo na melhoria dos sintomas da síndrome do intestino irritável e dos resultados da avaliação global. [33] Pinaverium e cimetropium não estão disponíveis nos Estados Unidos. O National Institutes of Health (NIH) National Center for Complementary and Integrative Health (NCCIH) dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) fornece informação relativa a uma pequena quantidade de investigação que sugere que o óleo de hortelã-pimenta pode melhorar os sintomas da SII. [4]

A declaração de posição de 2009 do American College of Gastroenterologists (ACG) sobre a gestão da síndrome do cólon irritável observou que o agente antidiarreico loperamida reduziu eficazmente a frequência das fezes e melhorou a consistência das fezes, mas não aliviou a dor, o inchaço, ou outros sintomas globais da síndrome do cólon irritável. [3] Como já foi referido, a monografia de 2014 da ACG sobre a gestão da síndrome do intestino irritável e da obstipação crónica idiopática encontrou provas insuficientes para recomendar prebióticos ou sinbióticos, ou loperamida, na síndrome do intestino irritável, e nenhuma prova de que o polietilenoglicol tenha melhorado os sintomas gerais e a dor nos pacientes afectados. [32] A monografia mais recente do ACG de 2018 sobre a gestão da SII manteve estas recomendações supracitadas. [52]

Um painel de peritos espanhóis de consenso sobre perturbações digestivas funcionais fez recomendações baseadas em provas sobre o uso de linaclotide, um agonista receptor de GC-C, para a gestão do subtipo da doença predominante da obstipação (IBS-C). [53] As suas recomendações incluem o uso contínuo (não esporádico) da terapia com linaclotidos para a SII-C moderada a grave, a educação dos pacientes sobre o risco de diarreia e as suas opções de gestão, e a manutenção da terapia com linaclotidos por períodos potencialmente longos com base na falta de taquifilaxia ou riscos potenciais. [53] Em 2018, outro agonista receptor de GC-C, plecanatide, foi aprovado pela FDA para o tratamento da SII-C em adultos. [54]

A Rifaximin foi aprovada pela FDA em 2015 para a IBS-D. [55] Um total de 1260 pacientes com SII sem obstipação foram inscritos nos ensaios TARGET 1 e TARGET 2 fase III em 179 centros de investigação nos Estados Unidos e Canadá.

A Tegaserod foi reintroduzida nos Estados Unidos em 2019 depois de ter sido suspensa do mercado em 2007 devido a preocupações de segurança cardiovascular (CV). [58, 59, 60] A indicação tegaserod reaprovada é para mulheres com menos de 65 anos com IBS-C que não têm antecedentes de doença isquémica do CV e que têm um baixo risco de desenvolver a doença do CV. A aprovação da FDA foi baseada em três ensaios multicêntricos, duplo-cegos, controlados por placebo, que estratificaram dados de mulheres com IBS-C (N = 2470). [58, 59] Tegaserod demonstrou “melhorar os sintomas, melhorar a acomodação gástrica e atenuar significativamente a dor visceral decorrente do cólon em pacientes com dispepsia funcional”. [60] Também existem provas em modelos animais de que o tegaserode pode ter um efeito protector em cólon inflamado. [60]

ZELNORM (tegaserod) é indicado para o tratamento de mulheres adultas com menos de 65 anos de idade com síndrome do intestino irritável com obstipação (IBS-C).

Informações importantes de segurança

ZELNORM should be used in females under 65 years of age who do not have a history of ischemic cardiovascular disease and who have no more than one CVD risk factor. CVD risk factors are defined as active smoking, current hypertension/history of antihypertensive treatment, current hyperlipidemia/history of lipid-lowering medication, history of diabetes mellitus, age ≥55 years, or obesity (BMI >

No entanto, presumo que precisamos de estar atentos onde levamos este novíssimo detalhe sobre a função do microbioma na SII. Em especial, presumo que a perspectiva positiva em relação ao transplante de microbiota fecal requer o desaparecimento. Actualmente, contendemos com os 5 testes regulados aleatorizados mínimos que realmente verificaram o assunto, e também nenhuma das informações é especialmente encorajadora. O FMT tem estado de facto a ser alvo de uma análise mais aprofundada, dado que foi relatada uma fatalidade neste Verão. Só isso tem de nos oferecer uma paragem. Desejo simplesmente que os indivíduos não mantenham a inclinação do FMT para o IBS.

Diagnóstico médico

Continuo a pensar que dos avanços muito mais espantosos tem sido, na verdade, a capacidade de identificar o SII. Do ponto de vista individual, pode ser simples sentir-se realmente desprezado. São frequentemente informados de que os seus sinais e sintomas são emocionais, que isso permanece nas suas cabeças. Se curvarem o local de trabalho do médico sem reconhecerem o que é incorrecto, sem um diagnóstico médico, não é muito provável que se sintam realmente positivos nas suas possibilidades de lidar com a sua condição.(***************** ).

Na realidade, temos funcionado para criar um exame de sangue (IBS Smart, Gemelli Biotech) que tem revelado uma capacidade extraordinária. Foi estabelecido a partir das nossas pesquisas para essa substância tóxica distendida Cytolethal B e também os graus de anti-vinculina aumentam nos clientes com IBS-D e também com IBS-M. Completamos simplesmente uma pesquisa sobre uma segunda geração do exame que revelou ter(***************************************************************** )uma singularidade superior a 90% para qualquer uma das canetas, e também uma antecipação favorável de 98%. É muito provável que os profissionais médicos utilizem isto no seu método e também compreendam, com certeza, se o(***************************************************************** )indivíduo tem IBS. Tem a oportunidade de ser um dispositivo extremamente valioso, especialmente nos cuidados médicos. Devido ao facto de que a soltura dos intestinos pode ser desencadeada

Durante muitos anos, assistimos de facto ao aparecimento de um número crescente de representantes de medicamentos. Ultimamente, temos tido, na realidade, 2 novos e surpreendentes melhoramentos de marca para lidar com o IBS-C que tiveram origem no globo da pró-cinética. É Zelnorm (tegaserod, Sloan Pharma), que é algo como um velho amigo. Foi retirado do mercado em(**************************************** ), e agora está de volta. Foi de facto restabelecida, dado que a FDA a autorizou para senhoras mais jovens do que 65 anos com IBS-C.

Muito mais espantoso é o Motegrity (prucalopride, Takeda), que é um representante moreprocinético, contudo muito mais poderoso do que o tegaserod. Na realidade, revelou-se extremamente fiável para a irregularidade intestinal. Actualmente, é apenas autorizado para a irregularidade intestinal persistente idiopática, contudo presumo que os clientes com IBS-C possam lucrar com isso.(***************** ).

Com cada um dos tratamentos clínicos prontamente disponíveis para a IBS-D, começa a parecer que estamos a causar danos. Continua a ser (***************************************************************** ) muito difundido e também um problema realmente importante, por muito anedótico que seja, os clientes parecem estar a aumentar, e também vemos muito menos e muito menos IBS-D no nosso método. O IBS-C é (***************************************************************** )um conto variado. A irregularidade tem sido na realidade (***************************************************************** )muito mais difícil de fraturar do que a porca. Independentemente dos muitos medicamentos prontamente disponíveis, ainda necessitamos de um tratamento muito melhor. Na verdade, temos estado a concentrar o nosso acordo em visar o metano e também a tentar dificultar a sua utilização. Se conseguirmos descobrir o método para eliminar esse metano, possivelmente podemos melhorar a parte dos clientes com irregularidade intestinal de forma semelhante, ajudando os clientes com IBS-D utilizando Xifaxan( rifaximin, Salix). É muito provável que estes tratamentos demorem certamente pouco tempo até que acabem por estar prontamente disponíveis. Eu afirmaria certamente que não irão certamente descer o tubo durante mais 2 a 3 anos se eu tivesse de pensar.

Nas instalações

Se vejo um indivíduo que poderia ter IBS-D ou IBS-M, o primeiro ponto que estou a agarrar é o exame de sangue. Se voltar a ser adverso, depois disso possivelmente não foram sujeitos a desordem gastrointestinal, no entanto, se declarar, compreenderei certamente especificamente que têm SII e também porquê (desordem gastrointestinal anterior). Normalmente continuo a recomendar rifaximin asa tratamento de primeira linha, devido ao facto da sua segurança e eficiência quando desenvolvo(***************************************************************** )diagnóstico médico. Entendemos que a SIBO deveria ter sido desencadeada por alguma SIBO escondida ou por alguma outra disbiose, caso reagissem. Posso deslocar-me para um plano de dieta(***************************************************************** )low-FODMAP (LFD) ou também para um plano de dieta low-f

(************** )No IBS-C, continuo a pensar que o microbioma é essencial e também usa boas oportunidades para eliminar sinais e sintomas. Lidarei certamente com esse metano se um indivíduo tiver um exame ao hálito de metano ona. Se isso não aumentar a irregularidade intestinal, prossigo para a procinética, que na realidade tem sido extremamente vital. Com medicamentos como Amitiza (lubiprostone, Takeda), Trulance (plecanatide, Harmony) e também Linzess (linaclotide, Allergan), presumo que o melhor é planear. Quão extrema é a irregularidade intestinal? Em situações em que é muito mais moderada, tenho frequentemente tendência a optar pela lubiprostona. No outro extremo da gama está o linaclotide, que é muito mais poderoso para desenvolver a soltura intestinal, por isso reservamo-lo para uma irregularidade intestinal muito mais extrema.

Temos muitas alternativas para a SII, e também assumo genuinamente que a administração clínica desta condição tem vindo realmente a aumentar com o tempo. Será certamente espantoso ver o que se segue e também como estas novas explorações nos ajudarão certamente a oferecer aos nossos clientes.

Recapitulação da Medicina

A escolha da terapia farmacológica fica assinalada. Os representantes utilizados para a administração de sinais e sintomas no distúrbio do tracto digestivo cranky (IBS) consistem em anticolinérgicos, antidiarreicos, antidepressivos tricíclicos, representantes procinéticos, laxantes de formação a granel, vilões receptores de serotonina, activadores de redes de cloro, e também agonistas da guanilato ciclase C( GC-C).

Uma avaliação organizada localizou que numerosos antiespasmódicos, consistindo de óleo de hortelã-pimenta, trimebutina, cimetropio/diciclomina, e também pinaverium, pílula de açúcar consideravelmente melhor do que a pílula de aumento de sinais e sintomas de distúrbios do tracto digestivo rabugento e também classificações internacionais de análise [33]. Os National Institutes of Health and wellness’s( NIH’s) National Facility for Corresponding and also Integrative Wellness (NCCIH) oferecem detalhes relativos a(***************************************************************** )percentagem de estudo que recomenda que o óleo de hortelã-pimenta pode melhorar os sinais e sintomas da SII[4].

A declaração de colocação da Universidade Americana de Gastroenterologistas (ACG) de 2009 sobre a administração de distúrbios do tracto digestivo rabugento teve em mente que a loperamida representativa antidiarreica diminuiu com sucesso a regularidade das fezes e também melhorou a uniformidade das fezes, mas não eliminou o desconforto, inchaço, ou vários outros sinais e sintomas internacionais de distúrbios do tracto digestivo rabugento. [3] Como já foi referido anteriormente, o ensaio ACG2014 sobre a administração de distúrbios do tracto digestivo rabugento e também a irregularidade persistente do intestino idiopático, localizado sem provas suficientes para aconselhar sinbióticos ou prebióticos, ou loperamida, em distúrbios do tracto digestivo rabugento, e também sem provas de que o polietilenoglicol melhorou os sinais e sintomas totais e também o desconforto em clientes aflitos. [32] Um dos ensaios mais actuais da ACG2018 sobre a administração da IBS manteve efectivamente estas sugestões anteriormente mencionadas [52].

Um painel de especialistas espanhóis sobre problemas práticos do sistema digestivo fez sugestões baseadas em provas sobre a utilização de linaclotide, um agonista receptor de GC-C, para a administração do subtipo IBS-C (constipation-predominant condition). (****** )As suas sugestões consistem no uso contínuo( não errático) do tratamento com linaclotideo para a IBS-C modesta a extrema, educação e aprendizagem individual relacionadas com o perigo de soltura do intestino e também as suas alternativas de administração, e também a manutenção do tratamento com linaclotideo por períodos possivelmente prolongados com base na ausência de taquifilaxia ou de possíveis perigos. [53] Em 2018, mais um agonista receptor de GC-C, plecanatide, foi autorizado pela FDA para a terapia de IBS-C em adultos [54].

.(************** )A Rifaximin foi autorizada pela FDA em 2015 para IBS-D.[55] Um montante total de (***************************************** )clientes com IBS sem irregularidade intestinal foram inscritos nos testes TARGET 1 e também TARGET 2 fase III em (******************************************** )websites de investigação nos EUA e também no Canadá. Os resultados revelaram que a terapia com rifaximin ((******************************************* )mg PO tid para 14 d) oferecia muito melhor sinal de alívio (por exemplo, inchaço, desconforto estomacal, fezes soltas/água) em comparação com a pílula de açúcar, embora o impacto da pílula de açúcar fosse incrível. (***************************************************************** )(************************************** )meta-análise de 5 pesquisas, integrando 1,803 clientes, descobriu que a rifaximin é muito mais fiável do que a pílula de açúcar para alívio de sinais internacionais e também inchaço. Os preços de ocasião prejudiciais assemelhavam-se à pílula de açúcar [56, 57].

(************** )A Tegaserod foi restabelecida nos EUA em 2009, depois de ter sido efectivamente colocada em espera no mercado em 2007, em resultado de questões de segurança e protecção cardio (CURRICULUM VITAE). [58, 59, 60] O indicador de Tegaserod reaprovado é para senhoras mais jovens do que 65 anos com IBS-C que carecem de um historial de curriculum vitae isquémico e que também têm um perigo reduzido de estabelecer a condição de curriculum vitae. A autorização da FDA foi baseada em 3 testes multicêntricos, duplo-cegos, controlados por placebo, que estratificaram a informação das senhoras com IBS-C (N =(********************************* )).[58, 59] Tegaserod foi de facto” revelado para melhorar os sinais e sintomas, aumentar o alojamento de férias estomacais e também minar consideravelmente o desconforto natural emergente do cólon em clientes com dispepsia prática. “(************ )Existe adicionalmente prova em versões de animais de estimação de que o tegaserod pode ter um impacto de segurança em cólons irritados. [60]

ZELNORM( tegaserod) é sugerido para a terapia de senhoras adultas com muito menos de 65 anos de idade com desordem do tracto digestivo cranky com irregularidade intestinal (IBS-C).

Detalhes de Segurança Crucial

(*********************************************************** )kg/m 2 ).

ZELNORM need to be utilized in women under 65 years old that do not havea background of ischemic heart disease and also that run out than one CVD danger element. CVD danger variables are specified as energetic cigarette smoking, present hypertension/history of antihypertensive therapy, present hyperlipidemia/history of lipid-lowering drug, background of diabetic issues mellitus, age ≥ 55 years, or excessive weight( BMI >Contra-indicações:

(*************** )ZELNORM está contra-indicado nos clientes com:

Antecedentes de ataque cardíaco (MI), AVC, ataque isquémico de curto prazo ( TIA ), ou angina

    Medidas de segurança e também precauções

(************** ) Ocasiões Cardiovasculares Isquémicas, Constituídas por Ocasiões Cardiovasculares com Danos Cardiovasculares Significativos (MACE):(**************** )O AVC, MI, e também a morte cardiovascular têm sido relatados em adultos que tomam ZELNORM, que na realidade tinham um perigo elevado de estabelecer uma ocasião cardiovascular prejudicial com base no seu histórico de casos.

(************** )As mulheres clientes com muito menos de 65 anos de idade precisam de ser examinadas quanto a antecedentes de doenças cardíacas e também variáveis de perigo cardíaco antes da terapia com ZELNORM.

Parar ZELNORM em clientes que sofram de um MI, AVC, TIA, ou angina. Rever os perigos e também as vantagens do uso continuado de ZELNORM em clientes que criem provas de doença cardíaca cardio cardíaca (por exemplo, doença arterial coronária) e/ou experimentem modificações no bem-estar em pé que possam aumentar o perigo cardiovascular durante a terapia com ZELNORM.

Colite isquémica: A colite isquémica e também vários outros tipos de anemia do tracto intestinal foram de facto relatados pós-comercialização em clientes que receberam ZELNORM. Parar ZELNORM em clientes que criam sinais e sintomas de colite isquémica, tais como perda de sangue anal, desconforto intestinal com sangue, ou desconforto estomacal novo em folha ou cada vez pior.

Exaustão quantitativa relacionada com a soltura do intestino: Na experiência pós-comercialização, os efeitos principais da soltura do intestino que consiste em síncope, hipovolemia, e também hipotensão, foram na realidade relatados em clientes tratados com ZELNORM. Fique longe do uso de ZELNORM em clientes que estão actualmente a experimentar ou frequentemente experimentam a soltura do intestino. Se a soltura extrema do intestino, hipotensão, ou síncope acontecer, aconselhar os clientes a parar ZELNORM e também chamar o seu prestador de serviços de saúde.

Ideação autodestrutiva e também Acções: Mostrar todos os clientes tratados com ZELNORM para agravamento médico da depressão clínica e também introdução de ideias autodestrutivas e também acções, particularmente ao longo dos primeiros meses de terapia. Aconselhar membros da família e também cuidadores de clientes para se manterem a par de modificações nas acções e também para sinalizarem o médico. Se a sua depressão clínica for constantemente ainda pior ou se estiverem a experimentar ideias ou acções autodestrutivas emergentes, aconselhar os clientes a parar rapidamente a ZELNORM e também a chamar o seu prestador de serviços de saúde.

2 % e também acima da pílula do açúcar)

Usual Damaging Responses (occurrence > Uma das respostas desfavoráveis mais habituais em 3 testes controlados por placebo de ZELNORM em mulheres clientes de IBS-C com muito menos de 65 anos: enxaqueca (14% vs 10% pílula de açúcar), desconforto no estômago (11% vs 10%), sensação de desconforto (8% vs 7%), soltura do intestino (8% vs 3%), gás indesejado (6% vs 5%), dispepsia (4% vs 3%), e também sensação de vertigem (4% vs 3%).

Utilização em detalhes Populáceos

Por favor, clique neste link para obter detalhes completos da Prescrição.

Diagnóstico Médico: Movimentos Intestinais Irregulares. Terapia: Computadores comprimidos Motegrity 2MG. O fornecedor de seguros refutou a protecção para os computadores tablet Motegrity 2MG. A rejeição é anulada. Este indivíduo feminino foi efectivamente cumprido por um Gastroenterologista por irregularidade intestinal. O indivíduo tentou de facto numerosos medicamentos, embora aparentemente tenha tido uma resposta valiosa da Motegrity. O fornecedor de seguros solicita os medicamentos de uso individual antes de alternativas não formais. Embora a escolha da fórmula não seja a mais susceptível de criar uma resposta prejudicial, o indivíduo tentou de facto algumas das escolhas da fórmula e também as que foram realmente inadequadas. É mais provável que o medicamento de fórmula seja muito mais fiável do que as alternativas de fórmula. O indivíduo não reagiu a Amitiza, Linzess, Miralax, Ducolax, Trulance, ou Magnésio. A Fda (FDA) autorizou efectivamente o Motegrity (prucalopride) para a terapia de adultos com irregularidade intestinal idiopática persistente, de acordo com um comunicado de negócios. O Motegrity (prucalopride, Condado), um agonista receptor de serotonina-4 (5-HT4) uma vez por dia, aumenta a mobilidade do tracto digestivo através do aumento da peristalse do cólon, de acordo com o lançamento. (FDA, 2018). “Prucalopride (proo kal’ oh satisfação) é um agonista receptor extremamente cuidadoso da serotonina tipo 4 (5-HT4) que aumenta o lançamento da serotonina pelas células especializadas em enterocromafina na mucosa do tracto digestivo e também aumenta a peristalse do tracto intestinal e também tonifica. A serotonina (5-HT) é lançada em feedback à excitação química e também mecânica e actua também com os receptores do tipo 4 que prevalecem na mucosa do tracto intestinal para impulsionar a peristaltismo e também o tónus do tracto intestinal. Os receptores 5-HT4 estão adicionalmente localizados no sistema nervoso principal, bexiga do sistema urinário e também espaço do coração, o que pode descrever alguns dos impactos desfavoráveis dos agonistas receptores 5-HT4. O prucalopride foi localizado para melhorar os sinais e sintomas de inchaço e também a distensão estomacal em clientes com gastroparese e também para reduzir os sinais e sintomas de refluxo em clientes com GERD[doença de refluxo gastroesofágico] O prucalopride foi autorizado nos EUA em 2018 para terapia de irregularidade intestinal persistente idiopática. O prucalopride está prontamente disponível em computadores comprimidos de 1 e também 2 mg sob a marca Motegrity. A dose aconselhada em adultos é de 2 mg diários com uma dose reduzida aconselhada para clientes com deficiência renal (depuração de creatinina muito inferior a 30 mL/min)”. (LiverTox, 2019). “A irregularidade intestinal idiopática persistente (CIC) pode ser especificada como defecação difícil de passar, não ocorre com frequência, ou tem um esvaziamento insuficiente durante a defecação. Um plano de dieta de alta fibra e também laxantes são as terapias tipicamente utilizadas, contudo, em muitos casos, não geram resultados aceitáveis. A primeira linha de terapia é a dos laxantes osmóticos. A segunda linha é o guanilato ciclase-C (GCC) agonistas como o linaclotide ou representantes procinéticos como o prucalopride, se não houver aumento. Em 14 de Dezembro de 2018, a Fda (FDA dos Estados Unidos) autorizou o prucalopride dos EUA para lidar com a irregularidade intestinal idiopática persistente. O prucalopride é um representante pró-cinético que opera no receptor 5-hidroxitriptamina 4 (5-HT4) como um agonista com maior selectividade de receptores. As pessoas em prucalopride relataram sinais e sintomas melhorados,

estilo de vida e também contentamento”. (Tameez Ud Cacophony, A., Khan, A. H., Bajwa, H., Maqsood, M. H., & Malik, M. N., 2019). Os computadores tablet Motegrity 2MG solicitados precisam de ser cobertos em vez dos itens prontamente disponíveis no formulário da estratégia para ligação de tratamentos com base em resultados médicos reconhecidos, como foi tido em mente pelo prestador de serviços do indivíduo. O seguro de saúde não agiu de forma sensata com julgamento clínico áudio e também na taxa de interesse mais eficaz do indivíduo. A rejeição pelo seguro de saúde do pedido de Isenção de Fórmula para computadores tablet Motegrity 2MG é rescindida.