Categories
por

Como optimizar o google chrome para a máxima privacidade

Optimize o seu Google Chrome para Máxima Privacidade com estas definições. Nem sempre está seguro online.

Google Chrome é o navegador web mais utilizado em todo o mundo. A sua grande popularidade deve-se às suas características e aspecto simples. E para servir os utilizadores, envia algumas informações pessoais à Google e não é uma boa ideia ter os seus dados pessoais registados sem a permissão dos utilizadores. No meu post anterior aprendemos a pesquisar no Google e na Internet sem perder a privacidade e neste post vou mostrar-lhe como optimizar o Google Chrome para a Privacidade.

Além disso, para alcançar o máximo de definições de Privacidade, podemos desactivar algumas funcionalidades interessantes do Google Chrome. Leia atentamente este post e aplique as definições de acordo com as suas necessidades.

Sincronização Se ligar a sua conta Google ao chrome, os seus dados serão automaticamente sincronizados e guardados nos Servidores Google. Se não quiser esta funcionalidade, siga os seguintes passos para desactivar esta opção.

  • Ir para Definições.
  • Na secção “iniciar sessão”, clique em Desconectar a sua Conta Google.
  • Na caixa de diálogo que aparece a seguir, clique em Desconectar conta.
  • Vá ao menu cromado e depois clique em Definições.
  • Agora, na secção “Iniciar sessão”, clique em Definições de Sincronização Avançadas.
  • Escolha “Encriptar sincronização com a sua própria Sinc Passphrase” e crie uma nova passphrase. Depois de activar esta opção, só poderá sincronizar dados Chrome noutros Computadores se fornecer esta frase-chave, ela não pode ser revertida.

#4 Quando vem com um download ou website suspeito, o Google Chrome pode pedir-lhe que envie esta informação para o Google se marcar esta opção. Desactive a opção “reportar detalhes de possíveis incidentes de segurança” se não quiser que o Chrome envie automaticamente estas informações para os Servidores Google.

#5 O Google Safe Browsing transfere a lista de alguns websites potencialmente perigosos e se o website que está a visitar estiver na sua lista, o Chrome apresenta um aviso. Se não quiser que o Chrome envie os detalhes do sítio web que visitar para o Google do que desactivar a protecção contra Phishing e malware. Depois de desactivar o Chrome, não receberá um aviso se visitar um website potencialmente perigoso.

#6 O Chrome pode verificar a ortografia do texto que escreve na barra de endereços. O Chrome envia o texto que escreve para os Servidores Google. Se não quiser que a sua informação de digitação seja enviada para o Google do que desmarcar Resolver erros ortográficos.

#7 O Chrome pode enviar informações como as suas preferências, clique no botão e utilização de memória se se deparar com um erro de ortografia. Pode também enviar o website que visitou se estiver relacionado com o crash. Se suspeitar desta opção do que desactivar os relatórios de crash.

#8 Pode ligar o pedido de Não Rastrear com o seu tráfego de navegação. Isto não significa que o sítio web não recolherá a informação. Nenhuma das informações é rastreada com esta opção.

#9 Pode procurar ou qualquer outro comando de voz no Chrome dizendo “OK Google”. Quando disser “OK Google” enquanto estiver na página de pesquisa do Google ou um n

Activar a opção “Block-Third party cookies and site data” para não permitir que o Chrome aceite cookies e site de terceiros. Alguns sites podem não funcionar correctamente. É melhor manter esta opção desactivada. Também pode definir o Chrome para eliminar dados de navegação e cookies depois de abandonar o navegador, poderá ter de iniciar sessão nas suas Contas no sítio web se activar esta opção.

Enquanto navega no sítio Web, há muitas empresas que o seguem online. Pode instalar o Adblock Plus no seu navegador Chrome para desactivar o seguimento. É sempre aconselhável manter um bom software anti-vírus ou Internet Security para se manter seguro enquanto navega na Internet.

O Google Chrome é o navegador web mais popular do mundo. Isto é, se não contar com o Explorer ou Edge, o que não deve. Afinal de contas, associá-lo ao Windows é uma espécie de batota.

O Chrome é um óptimo navegador. É leve, rápido e suporta as mais recentes normas da web. É também bastante seguro graças ao seu estatuto tecnológico. Contudo, há alguns problemas com ele do ponto de vista da privacidade. Por um lado, não é um pacote de software de código aberto. O que significa que as pessoas não podem examinar a informação que recolhe e o que faz com ela independentemente. Essa é uma das grandes vantagens que o Firefox tem.

Já toquei em algumas das configurações básicas de privacidade do Chrome no meu artigo geral sobre privacidade do navegador, mas aqui vamos ver as configurações específicas do Chrome que deve conhecer. Decida cuidadosamente se realmente precisa do Chrome para partilhar informação das várias maneiras que ele faz. A sua privacidade é normalmente mais valiosa do que um pouco de conveniência.

Não deixe que o Chrome o sincronize

A maioria dos browsers modernos fornecem várias funções de sincronização. Se tiver o navegador no seu telefone, portátil e computador de trabalho, então o Chrome sincronizará alegremente coisas como palavras-passe, histórico de navegação e histórico de pesquisa para os três.

Soa bem, certo? Mas quer realmente sincronizar o seu histórico de navegação pessoal com a sua máquina de trabalho? É um bom hábito visitar apenas sites que não quer na sua história usando um separador incógnito, mas a maioria das pessoas não pode estar sempre vigilante.

Portanto, controle o que é exactamente o Chrome permitido sincronizar entre os navegadores. É muito fácil de fazer. Basta clicar nos três pontos no canto superior direito da janela do Cromo para abrir o menu. Depois escolha as definições.

Em “pessoas” deve ver o nome da sua conta de login no Google. Clique na barra de sincronização logo abaixo disso e as “definições de sincronização avançadas” devem abrir-se. É o que parece:

Desligue qualquer coisa que não queira que este navegador partilhe com o resto. Tem de fazer isto para cada browser em que estiver ligado.

Pare o Chrome de conversar com os seus amigos

Chrome utiliza uma série de serviços em linha para fazer funcionar certas características. Se preferir que não fale com serviços web nas suas costas, pode desligá-los um a um. Desde que se possa viver sem as funcionalidades que eles trazem.

Por exemplo, há um serviço web que ajuda o Chrome a prever que URL está a digitar. Isso é um truque limpo,

Aqui pode escolher que características pode viver sem ou desligar configurações altruísticas tais como a submissão de dados de crash ao Google.

Assumir o controlo do conteúdo da Web

Vê a barra “definições de conteúdo” na imagem acima? É a segunda a partir do fundo. Se clicar que pode assumir o controlo do que os websites podem ou não fazer. Clique nessa pequena barra e todo um mundo de opções se abrirá para si.

Pode gerir listas de bloqueio para coisas como localização aqui e afinar as suas definições de cookies. O “manter dados locais até abandonar o seu navegador” é um bom equilíbrio de privacidade e impedirá os sítios de construir um perfil detalhado de si na sua própria máquina.

Pode também querer desligar o JavaScript como um todo e apenas os sítios da lista branca em que confia definitivamente. Há muito para fazer aqui, por isso leve o seu tempo e veja todas as opções.

Outras definições a considerar

Poderá querer desligar a funcionalidade de fundo da aplicação Chrome, onde as aplicações continuarão a funcionar mesmo que o Chrome esteja fechado. É também uma boa ideia passar periodicamente pelo gestor de senhas incorporado no Chrome para se certificar de que não está a armazenar senhas que já não utiliza.

Se o navegador estiver numa máquina partilhada, vai querer desligar completamente a gestão de palavras-passe.

Também deve pensar duas vezes sobre os plugins do navegador. Quanto mais adicionar, mais única se torna a impressão digital do seu browser. Recomendo que se cinja ao básico, como por exemplo o “Privacy Badger for Chrome” da EFF

Brilhante e Novo

Depois de ter passado por estas definições de privacidade e de as ter afinado às suas necessidades, o seu navegador Chrome está agora mais perto de ser algo que funciona para os seus interesses do que contra eles. Basta lembrar que ter um navegador bem afinado é apenas uma parte da navegação privada na Internet. Deve investir numa VPN premium e cobrir todas as suas bases!

Descubra como reduzir o apetite do Chrome por recursos de CPU, memória e bateria.

Com o Chrome 57, o navegador do Google é menos um porco de recursos do que tem sido no passado. Atinge esta eficiência através de um novo mecanismo de estrangulamento das abas de fundo para que consumam menos energia.

Desde a actualização para a versão 57 do Chrome, descobri que posso deixar as minhas abas abertas crescerem para números obscenos sem que isso mate a duração da bateria do meu MacBook Pro e diminua o desempenho. Com as versões anteriores do Chrome, tal abertura descuidada de novas abas foi prejudicial para a bateria do meu MacBook Pro e para o desempenho geral. Ainda assim, é possível melhorar ainda mais o desempenho do Chrome 57.

Sobre o Google Chrome . Num Mac, também pode clicar no Chrome na barra de menu e depois clicar em Sobre o Google Chrome . Se não estiver a utilizar a versão mais recente do Chrome, pode actualizar o Chrome nesta página.

Com o Chrome actualizado, aqui estão três formas de melhorar o desempenho do navegador.

But, first, to check to see which version of Chrome you are running, open Chrome’s settings. You can do so by entering chrome://help/ in Chrome’s URL bar or by clicking the Menu button (the icon with the three vertical dots) to the right of Chrome’s URL bar and then clicking Help >1. Identificar e erradicar separadores e extensões ofensivas

Quanto mais separadores e extensões tiver a correr no Cromo, mais recursos consome. Antes de começar a fechar os separadores, dê uma vista de olhos ao gestor de tarefas incorporado no Chrome para ver quais os separadores que estão a utilizar mais recursos de CPU e memória. É um

Enterrado nas configurações do Chrome é uma forma de permitir a aceleração do hardware, o que pode ou não melhorar o desempenho do Chrome no seu computador. A aceleração por hardware permite ao CPU descarregar algumas tarefas de renderização e carregamento de páginas para a GPU do seu sistema.

Há algum debate sobre se a aceleração de hardware ajuda ou prejudica o desempenho. Não acho que faça muito de tudo, mas talvez ajude o seu sistema a executar o Chrome de forma mais eficaz. Além disso, vale a pena investigar para ver se tem ou não a aceleração por hardware activada.

To open Chrome’s Task Manager, click the triple-dot Menu button in the top right and go to More Tools >Para encontrar a configuração, clique no botão do menu de três pontos e escolha Settings .

Desça até ao fundo da página Definições e clique em Mostrar definições avançadas.

Desça até à secção Sistema e marque (ou desmarque) a caixa para Usar aceleração de hardware quando disponível .

Reiniciar o Cromo.

Mais uma vez, a sua quilometragem pode variar com a aceleração de hardware, mas vale a pena verificar se está melhor com ou sem ela.

  • 3. Carregue no botão de reiniciar
  • Se tudo o resto falhar, pode reiniciar o Chrome e devolver o navegador às suas configurações padrão. Repor o Chrome não apaga tudo; os seus marcadores, histórico de navegação e palavras-passe guardadas não são reiniciados. O que perderá ao reiniciar o Chrome é a sua página inicial, nova página de separadores, separadores com pinos e motor de busca predefinido (se não for o Google).
  • O botão Reset está directamente abaixo da configuração de aceleração do hardware na página de configurações avançadas. Clique no botão Reset settings e depois clique em Reset para confirmar a sua intenção.
  • Nota dos editores: Esta história foi originalmente publicada a 7 de Junho de 2016, e desde então foi actualizada para incluir novas informações sobre o Chrome 57.

O Google Chrome envia dados pessoais ao Google por defeito, mas não tem de o fazer. Mostraremos que informação cada funcionalidade envia para o Google e porquê, para que possa obter a bondade do navegador Chrome sem sacrificar a privacidade.

Cada opção proporciona uma vantagem, pelo que perderá algumas das funcionalidades do Google Chrome ao desactivar muitas destas opções. Mesmo assim, pode tomar decisões informadas se estiver preocupado com o envio de dados do Chrome para a nave-mãe.

Instantaneamente

Clique no menu da chave no canto superior direito da janela do Google Chrome, depois clique em Opções para ver a página de opções do Chrome.

A pesquisa instantânea do Chrome funciona tal como a página de pesquisa do Google; uma página completa de resultados de pesquisa do Google aparece assim que se começa a digitar na barra de endereços do Chrome. O Chrome envia tudo o que escreve na barra de endereços para a Google se esta estiver ligada, mesmo que esteja a escrever um endereço de website.

Instantâneo está desactivado por defeito por agora, mas pode desmarcar a caixa de verificação Activar Instantâneo no separador Bases, se estiver activado.

Tradução: Equipa PT-Subs

O Chrome pode sincronizar os seus marcadores, extensões, palavras-passe e outros dados do navegador entre os seus computadores, mas fá-lo através do armazenamento dos dados nos servidores do Google.

Se não se sentir confortável em partilhar esta informação com a Google, clique no botão Desconectar no separador Material pessoal para desactivar a sincronização do Chrome por completo.

O Chrome pode também encriptar os seus dados pessoais, para que possa armazená-los nos servidores da Google de uma forma ilegível. Clique no botão Advanced na secção Sign In e seleccione “Encrypt all synced data” (Encriptar todos os dados sincronizados) para activar a encriptação do Chrome.

Use a opção “Escolher a minha própria frase-chave” e configure a sua própria frase-chave para garantir que o Google não consegue ler os seus dados pessoais. Irá precisar desta frase-chave em cada computador com o qual sincronizar o Chrome.

Definições de Privacidade

A secção de privacidade no separador Debaixo do Capuz contém cinco opções diferentes de privacidade.

Quando o Chrome não consegue ligar-se a um sítio web, envia o endereço do sítio web para o Google. A Google envia o sítio web e sugestões de pesquisa em resposta, e o Chrome Chrome apresenta-as numa página de erro personalizada. Desmarque a caixa de verificação Erros de Navegação se não quiser que o Chrome informe a Google dos endereços de websites quando estes não são carregados.

O Chrome envia tudo o que escreve para a caixa de endereços para o seu motor de pesquisa predefinido. A Google utiliza esta informação para oferecer endereços de websites semelhantes e pesquisas relacionadas no menu que aparece por baixo da barra de endereços. Desactive a caixa de verificação do Serviço de Previsão e o Chrome não enviará tudo o que digitar na caixa para o Google.

O Chrome procura automaticamente os endereços IP dos websites ligados a partir da sua página actual. Por vezes, o Chrome carrega automaticamente uma nova página web em segundo plano quando o sítio web que está a visitar lhe dá instruções para tal. A caixa de verificação Predict Network Actions controla este comportamento.

A funcionalidade de navegação segura do Google tem o Chrome a descarregar automaticamente uma lista de sítios Web potencialmente perigosos. Quando visita um website que aparece na lista, Chrome envia uma parte do endereço desse website à Google de forma ofuscada juntamente com o seu endereço IP e um cookie, e a Google diz à Chrome se o website é realmente perigoso. O Chrome não lhe dará um aviso quando aceder a websites maliciosos se desactivar esta funcionalidade, desmarcando a caixa de verificação “Activar protecção contra phishing e malware”.

A última opção é a única que está desactivada por defeito. Faz com que o Chrome envie informações detalhadas sobre falhas, preferências e outras informações gerais do navegador para a Google se a activar. O Chrome nunca envia o endereço de cada website que visita ao Google, mas enviará o endereço completo de websites potencialmente maliciosos se activar esta opção.

Cookies

Clique no botão Definições de Conteúdo na secção Privacidade para ver mais opções.

Activar a caixa de verificação “Bloquear cookies de terceiros” para evitar que o Chrome aceite cookies de terceiros, que são frequentemente utilizados pelos anunciantes para o rastrear online. Alguns websites não funcionarão correctamente se activar esta opção, pelo que poderá ter de a desactivar mais tarde.

Seleccione a opção “Permitir que os dados locais sejam definidos apenas para a sessão actual” para que o Chrome elimine automaticamente os cookies quando o utilizador os fecha. Esta abordagem não é tão drástica como desactivar totalmente os cookies; os sítios Web que dependem de cookies continuarão a funcionar. Os sítios Web não poderão rastreá-lo ao longo do tempo com cookies, embora tenha de voltar a entrar em todas as suas contas após a reabertura do Chrome.

Rastreio de localização

Desça até à secção Localização no painel Definições de Conteúdo e certifique-se de que a funcionalidade de localização não está definida para Permitir Todos os Sítios. A funcionalidade de geolocalização do Chrome permite que os websites rastreiem a sua localização física e ofereçam conteúdos locais, tais como tempo ou direcções, mas o Chrome pergunta-lhe antes de partilhar a sua localização com websites por defeito. Também pode definir a opção de Não Permitir para desactivar por completo a funcionalidade de partilha de localização.

Quer tenha desactivado todas as funcionalidades aqui listadas ou deixado as que lhe parecem úteis activadas, está agora no controlo das opções de privacidade do Chrome.

Estamos habituados a executar scans antivírus nos nossos computadores, mas isso não cobre a sua segurança online. Para isso, o Google Chrome oferece uma ferramenta que lhe permite efectuar um checkup semelhante para garantir a sua navegação na web. Veja aqui como executar uma verificação de segurança no Chrome.

Inicie o navegador Google Chrome no seu computador Windows 10, Mac, Chrome OS, ou Linux e clique no botão de menu de três pontos encontrado no canto superior direito.

Vá para “Definições” a partir do menu pendente.

Desça para encontrar a secção “Safety Check” e clique na opção azul “Check Now”.

O Google Chrome iniciará o teste de “Verificação de Segurança”. Dependendo da quantidade de dados de navegação que tiver, isto pode levar de alguns segundos a alguns minutos.

Neste processo, o Google Chrome digitaliza um total de quatro módulos centrais para procurar qualquer código malicioso e ver se estão à altura da marca. O programa certificar-se-á de que a aplicação do navegador está na versão mais recente para protecção contra os últimos vírus da Internet e que todas as extensões de terceiros instaladas são inofensivas. Verificará também se alguma das suas palavras-passe guardadas foi comprometida numa violação de dados e que a “Navegação Segura”, uma configuração que o avisa contra sites suspeitos, está activada.

Uma vez terminada a Verificação de Segurança, o Chrome irá puxar atalhos para qualquer coisa que possa necessitar da sua atenção imediata, tal como a revisão de credenciais comprometidas.

Após tomar as medidas recomendadas, pode também executar novamente a Verificação de Segurança para garantir que as suas novas definições de segurança estão activas.

Há muito mais que pode fazer para optimizar o Chrome para a máxima privacidade, tal como ligar o “Enhanced Safe Browsing”, um modo avançado que permite ao Google avaliar a sua navegação para potenciais ameaças e sugerir melhorias centradas na privacidade. Contudo, note que quando activa a opção “Navegação Segura Melhorada”, opta por partilhar uma cópia dos seus dados de navegação com o Google.

Os navegadores Web tornaram-se uma peça de software essencial na nossa vida diária. Quer esteja a utilizar um computador ou smartphone, não pode aceder à Internet sem um navegador da web. Felizmente, existe uma miríade de navegadores de Internet para o ajudar a aceder ao conteúdo da web. As opções mais populares incluem Google Chrome, Mozilla Firefox, navegador Opera, e Microsoft Edge.

O navegador Chrome do Google foi lançado em 2008 e superou facilmente o Microsoft Explorer para se tornar o líder de mercado. Hoje em dia, o Google Chrome continua a ser o navegador web mais popular, sendo o Mozilla Firefox e o Internet Explorer da Microsoft Windows um distante segundo e terceiro navegadores populares respectivamente. O Google fez um trabalho maravilhoso com o Chrome, criando um grande navegador que continua a melhorar a cada dia.

Os riscos de segurança do Chrome

Embora o Google Chrome seja o navegador mais amplamente utilizado e fiável no momento, não é perfeito. Uma das maiores questões levantadas pelos especialistas tecnológicos é a privacidade. Por exemplo, o navegador Chrome permite ao Google colher grandes quantidades de dados pessoais sobre os utilizadores. O gigante dos motores de busca gere um vasto ecossistema de recolha de dados, utilizando esta informação para construir um perfil dos interesses do utilizador para publicidade direccionada.

A segurança é também um problema quando se trata do Google Chrome. O gigante dos motores de busca confirmou recentemente uma ameaça “crítica” à segurança do Chrome que coloca os seus 2 mil milhões de utilizadores em risco de ciberataques, o que mostra que o navegador pode não ser tão seguro como se espera que seja. Aparentemente, existe um bug no Chrome que poderia permitir aos hackers evitarem as verificações de segurança do navegador e obterem acesso ao seu dispositivo.

Dicas de segurança no Chrome

Um número significativo de utilizadores tem estado a abandonar o Chrome para uma nova versão do Firefox da Mozilla para as suas protecções de privacidade por defeito. E embora isso possa ser uma grande opção para algumas pessoas, algumas poderão querer ficar com o Google Chrome por uma variedade de razões. Se é um destes utilizadores, aqui estão algumas medidas que pode tomar para melhorar a privacidade e segurança no seu navegador Chrome.

Mantenha o seu navegador actualizado

Quando se trata de segurança online, uma das coisas mais importantes que pode fazer é garantir que o seu sistema está actualizado. Para se proteger contra o referido bug de segurança, certifique-se de que está a executar a versão 81.0.4044.113 ou mais recente do Chrome. Pode sempre executar patches de segurança manualmente através do separador Sobre do browser ou pode simplesmente activar actualizações automáticas para o seu dispositivo.

Ajustar as suas definições de conteúdo

O Google Chrome vem com várias funcionalidades e serviços integrados concebidos para ajudar a melhorar a sua experiência de navegação na web. O problema é que estes serviços irão enviar dados para os servidores da Google, que a empresa acrescenta às suas contas. A empresa irá então analisar os dados e utilizá-los para vender anúncios cada vez mais personalizados. Abra as definições do Chrome e vá para a página de Privacidade e segurança para desactivar estes serviços. Além disso, activar ‘Navegação Segura’ e ‘Não Rastrear’.

Configurar verificação em 2 etapas

Utilizando a verificação em 2 passos, será necessário introduzir um código aleatório cada vez que entrar na sua conta, para além da sua palavra-passe. Esta característica de segurança adicionará outra camada de privacidade à sua conta Google, que está ligada ao seu navegador Chrome. Vá à página Definições, seleccione gerir a sua conta Google, toque em segurança no topo, e seleccione Verificação em 2 passos em “Iniciar sessão no Google”.

Use VPN

Uma Rede Privada Virtual (VPN) é uma das formas mais inteligentes de proteger a sua privacidade online e manter a segurança dos seus dados. Obtenha uma extensão VPN para o Google Chrome para melhorar a privacidade e segurança no seu dispositivo. Uma VPN irá esconder o seu endereço IP e encriptar o seu tráfego na Internet, o que torna difícil para qualquer pessoa seguir a sua actividade online.

Um navegador da Internet é uma aplicação que encontra e exibe páginas web. O Chrome é o navegador web mais popular de momento. É fiável e rápido como um relâmpago, mas não é perfeito. Há algumas questões de privacidade e segurança que o Google Chrome enfrenta. Utilize estas dicas de segurança para proteger o seu navegador Chrome quando navegar na web.

Com a privacidade online a tornar-se cada vez mais importante, existem várias extensões de privacidade excelentes e completamente gratuitas do navegador Google Chrome que pode não estar ciente, mas que todos deveriam estar a utilizar neste momento.

Estas cinco extensões são as 5 melhores extensões de privacidade Chrome para a máxima privacidade na Internet enquanto navega online. Não estou associado de forma alguma a nenhuma destas extensões; estas são apenas as minhas 5 principais extensões de privacidade favoritas que penso que todos deveriam estar a utilizar para maximizar a sua privacidade na web.

5 Bitwarden

O que é Fantástico: Bitwarden Privacy Extension é um gestor de senhas que permitirá

O que é Fantástico: Cada link que clica no google é encriptado através de um URL de rastreio do google que o redirecciona rapidamente através do Google para que o Google possa rastrear cada link que clica. A maioria das pessoas nem se apercebe que isto está a acontecer porque acontece muito rapidamente. O Google até o enganou ao mostrar esse URL na parte de baixo quando se passa por cima dele como o link de destino, embora isso seja uma mentira, na realidade o link é um link do Google.

A forma de ver do que estou a falar é pesquisar qualquer coisa no Google, e com o botão direito do rato clicar em qualquer resultado em vez de clicar nele, e copiar o link. Poderá agora visualizar o URL de localização do Google. Sim, o Google rastreou todos os links que alguma vez clicou.

Don’t Track Me Google privacy extension for Chrome remove este URL de localização do Google, bem como remove a localização de mapas e outros sites do Google. Isto é excelente para a privacidade, recomendo que o instale e o esqueça, clique com o botão direito do rato e escolha “Esconder no Menu” para não ocupar qualquer espaço na sua barra de extensões.

Agora o Google não pode rastrear tudo o que faz no Google. Além disso, certifique-se de que não pesquisa no Google a partir do mesmo navegador em que está ligado, caso contrário tudo o que pesquisa é permanentemente guardado no seu perfil do Google, para sempre. Pelo menos com a extensão de privacidade Don’t Track Me Google, podemos contornar o link secreto redireccionado.

Além disso, uma vez que não existe mais URL de rastreio, irá acelerar os resultados da web, bem como permitir-lhe-á copiar directamente links para fora da pesquisa Google.

Verifique aqui a extensão de privacidade do Chrome para evitar que o Google rastreie o seu histórico de pesquisa: Não me siga no Google.

3 Bloco de Imagem

O que é Fantástico: A Block Image é um tipo diferente de privacidade. Já tentei muitas extensões de bloqueio de imagem, mas gosto desta a melhor. É simples e fácil de usar. Ou está ligada e todas as imagens em todo o browser são removidas, ou está desligada e todas as imagens são visíveis.

O bloqueio de imagem é óptimo para uma série de coisas, como quando se navega nas redes sociais e não se quer distrair com todas as imagens, ou esconder imagens em alguns sites indesejados. O Youtube é um bom local para usar o Block Image também, porque remover as imagens pode remover a clickbait e também impedir que fique no youtube durante horas quando clica numa miniatura de vídeo atrás de outra.

Obviamente, o único lugar onde não pode realmente usar a extensão Block Image é nas pesquisas de imagem, mas, além disso, pode realmente aumentar a sua produtividade ao fazer trabalhos em que as imagens são apenas uma distracção.

A funcionalidade é limitada, e não há capacidade de fazer listas brancas de sites; ou é tudo ou nenhum. No entanto, isso é bom porque não há realmente nenhum site que eu queira colocar na lista negra a partir de imagens, em vez disso utilizo-o apenas quando quero uma experiência de Internet sem distracções. É uma troca fácil que torna as coisas muito simples.

Esta excelente extensão de privacidade Chrome para bloquear imagens através da Internet está aqui: Bloqueio de imagem.

2 HTTPS Em todo o lado

O que é Fantástico: O HTTPS Everywhere privacy extension for Chrome basicamente garante que você está ao corrente

Esta extensão de privacidade para o Cromo é oficialmente lançada pelo Projecto Tor e pela Fundação Fronteira Electrónica, pelo que sabe que existem empresas fortes por detrás da sua protecção. Deve definitivamente utilizar a extensão HTTPS Everywhere Chrome para proteger a sua privacidade online.

Pode obter a extensão oficial de privacidade Chrome para melhorar o SSL da Web aqui: HTTPS Everywhere.

1 Guarda de Localização

O que é Fantástico: Fiquei entusiasmado quando descobri a extensão de privacidade do Guarda de Localização. Há muito tempo que estou à espera de uma extensão como esta, e finalmente existe uma. Não só funciona de forma excelente, como também não utiliza quaisquer procuradores como algumas das outras extensões de privacidade de localização. Acho que os proxies gratuitos da web não são, na melhor das hipóteses, fiáveis, bem como lentos, pelo que os proxies realmente não são uma solução para o problema de localização.

O problema é que o Chrome expõe o seu endereço IP a websites, de modo que mesmo quando esconde a sua localização ou não inicia sessão, qualquer website pode localizar automaticamente onde se encontra. Isto porque o seu endereço IP, ligação wifi, e outros factores revelam a sua localização com muita precisão, por vezes até alguns metros da sua localização física. Isto é muito mau, por isso é aí que entra a extensão de privacidade do Guarda de Localização.

A maneira antiga de contornar esta questão é usar sempre uma VPN de alta qualidade; claro que qualquer VPN que valha o seu sal não é grátis, e todas as VPNs por natureza serão mais lentas do que a sua Internet normal. Sacrifica-se a velocidade pela privacidade. Embora uma VPN seja óptima de utilizar para garantir a sua privacidade em linha, não é uma solução universal, porque só ajudará aqueles que pagam por ela, o que significa que apenas alguns poucos por cento dos utilizadores alguma vez obterão esta privacidade através de uma VPN.

No entanto, com a extensão Location Guard para o Google Chrome, existe finalmente uma fantástica e totalmente funcional extensão de privacidade que lhe permite ofuscar ou confundir a sua localização. A forma segura de testar isto é abrir o Google Maps e ver se este rastreou a sua localização. Fiquei tão contente quando abri os mapas e foi muito afastado para que não pudesse ver exactamente onde eu estava.

A extensão de privacidade da Location Guard também lhe permite falsificar a sua localização para estar em qualquer lugar, o que é fantástico para a máxima privacidade. Pode dizer-se que está no meio do oceano Pacífico, se quiser, e o Google vai pensar que está num cruzeiro. Como resultado da privacidade que o Location Guard proporciona, esta é a minha nova extensão de privacidade preferida número 1 em 2017.

Aqui está esta fantástica extensão de privacidade cromada para proteger a sua localização: Guarda de Localização.

Espero que tenha gostado desta lista e que o tenha ajudado a estar mais seguro na Internet com estas cinco grandes extensões de privacidade. Qual é a sua extensão de privacidade favorita para o Chrome?

Partilhar:

Clique para partilhar no Twitter (Abre em nova janela)

Clique para partilhar no Facebook (Abre em nova janela)

Clique para partilhar no Pinterest (Abre em nova janela)

Existem muitos navegadores de Internet por aí, mas estes são os quatro mais populares: Google Chrome, Mozilla Firefox, Microsoft Edge, e Apple’s Safari. Eles têm as suas diferenças, bu

Há maneiras de tornar os seus navegadores de Internet mais seguros, no entanto, e impedir que hacks e malware mexam na sua máquina. Continue a ler para ver o que pode activar nos seus navegadores para os trancar e tornar mais seguros.

Não torne mais fácil obter a sua localização, microfone ou câmara fotográfica.

Muitos navegadores web acedem à sua localização geográfica através do seu endereço IP para garantir que as suas pesquisas web lhe dão resultados locais. Também têm frequentemente acesso directo à sua câmara e microfone integrados para que possa facilmente fazer videochamadas em certos sites.

  • Tudo isto é muito conveniente, mas também um enorme risco de segurança. Hackers e malware podem aprender a sua localização se o seu browser o souber a todo o momento, bem como aceder à sua câmara ou microfone e gravá-lo. Toque ou clique aqui para ver um hacker a aceder a uma câmara de segurança.
  • Chrome, Firefox, Edge e Safari podem todos ajudar a mitigar este risco através das suas definições. Cada um deles tem a capacidade de desligar o acesso à sua localização, câmara e microfone, e em vez disso pedir autorização sempre antes de tentar aceder a eles.
  • Enquanto estiver no navegador, basta ir à sua página de definições/preferências, e procurar em ” Privacidade ,” ou ” Privacidade e segurança . Em Location/Location Services , seleccione ” Deny without prompting ,” ou ligue ” Ask before accessing .”.

Faça o mesmo em “Camera and Microphone” nas suas definições de Privacidade. Num Mac, poderá ter de ir às definições do seu computador para ajustar o acesso, em vez de apenas ao Safari. Mas para os outros navegadores, deverá ter a capacidade de requerer o acesso.

Parar os downloads automáticos antes de eles começarem

Tal como os serviços de localização e acesso rápido à sua câmara, pode ser conveniente para o seu navegador descarregar algo no segundo em que clicar nele. Mas também pode fazer com que descarregue malware ou outros vírus, porque não olhou primeiro para um ficheiro.

A abertura de descarregamentos pode criar problemas de segurança semelhantes. Mantenha-se mais seguro contra malware, desactivando descarregamentos automáticos no seu navegador de Internet.

No Chrome, vá para o título ” Privacidade e segurança ” nas suas Definições, e clique em ” Definições de conteúdo . Clique em ” Descargas automáticas “, e mude a opção ” Perguntar quando um site …” para ligar.

No Safari, abra as suas Preferências , e clique no menu pendente “Local de descarregamento de ficheiros”, no separador Geral. Seleccione “Perguntar por cada descarregamento” , para que o Safari peça um nome de ficheiro, e um local para cada descarregamento, em vez de apenas o descarregar.

No Firefox, ir para Preferências , clicar no separador ” Geral” e procurar o cabeçalho ” Aplicações “. Com cada tipo de conteúdo listado, certifique-se de que a Acção é ” Pedir sempre ” para evitar que qualquer tipo de ficheiro seja guardado automaticamente.

Em Edge, vá a suas Configurações , depois a Configurações Avançadas , e procure a secção ” Downloads “. Defina a secção ” Pergunte-me o que fazer com cada descarregamento ” alternar para ” On ” para que o seu computador não salve acidentalmente um vírus.

Desactivar pop-ups e redireccionar

As janelas pop-up e redireccionamentos em páginas web são irritantes, mas tal como os downloads automáticos, também podem dar-lhe malware para combater

No Safari, vai querer ir para Preferências e para o separador Segurança. Verifique a caixa “Bloquear janelas pop-up” para desactivar as pop-ups. Os passos são os mesmos no Firefox, chama-se apenas o separador Privacidade e Segurança, em vez de apenas Segurança.

Em Edge, dirija-se às suas Configurações , depois clique em Mais para chegar a ” Permissões do site”. Seleccione ” Pop-ups e redirecciona ,” e mude o ” Bloco ” para ” On .”.

Torne a navegação privada no seu amigo

A utilização de janelas privadas, também conhecidas como modo incógnito no cromado, não o torna completamente seguro durante a navegação. Os hackers podem ainda potencialmente aceder ao seu endereço IP e dados informáticos.

As janelas privadas não guardam o seu histórico de navegação, cookies, dados do site, ou informações de formulário. Toque ou clique aqui para mais informações sobre o modo incógnito.

Tudo isso ainda é muito bom para a segurança, por isso é óptimo adicionar à sua lista de coisas a fazer com o seu navegador a partir deste artigo. Também é muito fácil abrir uma janela privada.

Basta clicar com o botão direito do rato na aplicação do seu navegador, e seleccionar “Nova janela privada/incógnita” a partir das opções que aí aparecem. Num Mac, também pode aceder a esta opção a partir da barra de menu superior da aplicação.

Mantenha o seu navegador actualizado

Os desenvolvedores estão constantemente à procura de pontos fracos nos seus navegadores web. Se encontrarem algum, corrigem-no e enviam esse patch numa actualização de software para o browser. As correcções e actualizações podem também conter correcções para os problemas que um navegador da web está a ter. Além disso, pode incluir segurança preventiva contra novos vírus que aparecem na web.

Por conseguinte, é muito importante manter o seu navegador da web actualizado. Também é fácil de fazer! Basta fazer uma pesquisa na web para o seu browser, e descarregar a última actualização disponível no website do programador.

A maioria dos navegadores também lhe permitirá actualizar o seu navegador através dos seus menus. Basta saber que provavelmente terá de relançar o seu navegador assim que o actualizar, por isso certifique-se de que guarda as páginas e o trabalho que está a fazer antes de o fazer!

Adquira uma VPN

Esconder o seu endereço IP pode reduzir muitos dos riscos de segurança que enfrenta online. Permite-lhe ocultar a sua localização e a maioria das informações pessoais que também podem ser recolhidas sobre si em sítios web.

A utilização de uma VPN permite-lhe esconder o seu endereço IP com a frequência que desejar. Algumas VPNs são gratuitas, mas muitas delas não são de confiança e foram apanhadas a vender informação do utilizador. Em vez disso, recomendamos o nosso patrocinador ExpressVPN.

O Google Chrome envia dados pessoais ao Google por defeito, mas não tem de o fazer. Vamos mostrar-lhe que informação cada funcionalidade envia para o Google e porquê, para que possa obter a bondade do navegador Chrome sem sacrificar a privacidade.

Cada opção proporciona uma vantagem, pelo que perderá algumas das funcionalidades do Google Chrome ao desactivar muitas destas opções. Mesmo assim, pode tomar decisões informadas se estiver preocupado com o envio de dados do Chrome para a nave-mãe.

Instantaneamente

Clique no menu da chave no canto superior direito da janela do Google Chrome, depois clique em Opções para ver a página de opções do Chrome.

A pesquisa instantânea do Chrome funciona tal como a página de pesquisa do Google; uma página completa do Google se

Se não se sentir confortável em partilhar esta informação com o Google, clique no botão Desconectar no separador Material pessoal para desactivar por completo a sincronização do cromado.

O Chrome pode também encriptar os seus dados pessoais, para que os possa armazenar nos servidores do Google de uma forma ilegível. Clique no botão Advanced na secção Sign In e seleccione “Encrypt all synced data” (Encriptar todos os dados sincronizados) para activar a encriptação do Chrome.

Use a opção “Escolher a minha própria frase-chave” e configure a sua própria frase-chave para garantir que o Google não consegue ler os seus dados pessoais. Irá precisar desta frase-chave em cada computador com o qual sincronizar o Chrome.

Definições de Privacidade

Instantâneo está desactivado por defeito por agora, mas pode desmarcar a caixa de verificação Activar Instantâneo no separador Bases, se estiver activado.

Tradução: Equipa PT-Subs

O Chrome pode sincronizar os seus marcadores, extensões, palavras-passe e outros dados do navegador entre os seus computadores, mas fá-lo através do armazenamento dos dados nos servidores do Google.

Se não se sentir confortável em partilhar esta informação com a Google, clique no botão Desconectar no separador Material pessoal para desactivar a sincronização do Chrome por completo.

O Chrome pode também encriptar os seus dados pessoais, para que possa armazená-los nos servidores da Google de uma forma ilegível. Clique no botão Advanced na secção Sign In e seleccione “Encrypt all synced data” (Encriptar todos os dados sincronizados) para activar a encriptação do Chrome.

Use a opção “Escolher a minha própria frase-chave” e configure a sua própria frase-chave para garantir que o Google não consegue ler os seus dados pessoais. Irá precisar desta frase-chave em cada computador com o qual sincronizar o Chrome.

Definições de Privacidade

A secção de privacidade no separador Debaixo do Capuz contém cinco opções diferentes de privacidade.

Quando o Chrome não consegue ligar-se a um sítio web, envia o endereço do sítio web para o Google. A Google envia o sítio web e sugestões de pesquisa em resposta, e o Chrome Chrome apresenta-as numa página de erro personalizada. Desmarque a caixa de verificação Erros de Navegação se não quiser que o Chrome informe a Google dos endereços de websites quando estes não são carregados.

O Chrome envia tudo o que escreve para a caixa de endereços para o seu motor de pesquisa predefinido. A Google utiliza esta informação para oferecer endereços de websites semelhantes e pesquisas relacionadas no menu que aparece por baixo da barra de endereços. Desactive a caixa de verificação do Serviço de Previsão e o Chrome não enviará tudo o que digitar na caixa para o Google.

O Chrome procura automaticamente os endereços IP dos websites ligados a partir da sua página actual. Por vezes, o Chrome carrega automaticamente uma nova página web em segundo plano quando o sítio web que está a visitar lhe dá instruções para tal. A caixa de verificação Predict Network Actions controla este comportamento.

A funcionalidade de navegação segura do Google tem o Chrome a descarregar automaticamente uma lista de sítios Web potencialmente perigosos. Quando visita um website que aparece na lista, Chrome envia uma parte do endereço desse website à Google de forma ofuscada juntamente com o seu endereço IP e um cookie, e a Google diz à Chrome se o website é realmente perigoso. O Chrome não lhe dará um aviso quando aceder a websites maliciosos se desactivar esta funcionalidade, desmarcando a caixa de verificação “Activar protecção contra phishing e malware”.

A última opção é a única que está desactivada por defeito. Faz com que o Chrome envie informações detalhadas sobre falhas, preferências e outras informações gerais do navegador para a Google se a activar. O Chrome nunca envia o endereço de cada website que visita ao Google, mas enviará o endereço completo de websites potencialmente maliciosos se activar esta opção.

Cookies

Clique no botão Definições de Conteúdo na secção Privacidade para ver mais opções.

Activar a caixa de verificação “Bloquear cookies de terceiros” para evitar que o Chrome aceite cookies de terceiros, que são frequentemente utilizados pelos anunciantes para o rastrear online. Alguns websites não funcionarão correctamente se activar esta opção, pelo que poderá ter de a desactivar mais tarde.

Seleccione a opção “Permitir que os dados locais sejam definidos apenas para a sessão actual” para que o Chrome elimine automaticamente os cookies quando o utilizador os fecha. Esta abordagem não é tão drástica como desactivar totalmente os cookies; os sítios Web que dependem de cookies continuarão a funcionar. Os sítios Web não poderão rastreá-lo ao longo do tempo com cookies, embora tenha de voltar a entrar em todas as suas contas após a reabertura do Chrome.

Rastreio de localização

Desça até à secção Localização no painel Definições de Conteúdo e certifique-se de que a funcionalidade de localização não está definida para Permitir Todos os Sítios. A funcionalidade de geolocalização do Chrome permite que os websites rastreiem a sua localização física e ofereçam conteúdos locais, tais como tempo ou direcções, mas o Chrome pergunta-lhe antes de partilhar a sua localização com websites por defeito. Também pode definir a opção de Não Permitir para desactivar por completo a funcionalidade de partilha de localização.

Quer tenha desactivado todas as funcionalidades aqui listadas ou deixado as que lhe parecem úteis activadas, está agora no controlo das opções de privacidade do Chrome.

Estamos habituados a executar scans antivírus nos nossos computadores, mas isso não cobre a sua segurança online. Para isso, o Google Chrome oferece uma ferramenta que lhe permite efectuar um checkup semelhante para garantir a sua navegação na web. Veja aqui como executar uma verificação de segurança no Chrome.

Inicie o navegador Google Chrome no seu computador Windows 10, Mac, Chrome OS, ou Linux e clique no botão de menu de três pontos encontrado no canto superior direito.

Vá para “Definições” a partir do menu pendente.

Desça para encontrar a secção “Safety Check” e clique na opção azul “Check Now”.

O Google Chrome iniciará o teste de “Verificação de Segurança”. Dependendo da quantidade de dados de navegação que tiver, isto pode levar de alguns segundos a alguns minutos.