Categories
por

Como preencher o vazio em si quando se sente perdido e confuso

Muitas pessoas vivem com um vazio no seu interior. Sentem que tudo não tem sentido, nada ajuda, e querem escapar à realidade.

E procuram alívio em fontes temporárias de felicidade como comida, álcool, uma certa pessoa, jogo, compras, drogas, etc. Acreditam que isso lhes dará alguma facilidade, algum conforto que os fará sentir melhor. Mas depois sentem-se ainda pior.

Porque o vazio está no fundo, e não pode ser curado usando fontes externas.

A cura acontece dentro de si, porque foi aí que tudo começou.

Primeiro, é preciso perceber o que se está a passar. É preciso compreender que se está à procura de completude em algumas actividades aleatórias (muitas vezes pouco saudáveis), noutras pessoas, ou noutros lugares.

Mas eles não podem dar-lhe isso.

O que é que está a causar esse vazio?

Pode ser devido a uma vida sem propósito, vivendo sem rumo, sem sentido. Não saber porque faz as coisas que faz, não ter descoberto o que é importante.

E terá sempre essa voz no fundo, que lhe diz que pode fazer muito mais, que pode alcançar grandes coisas na sua vida. E isso irá lembrá-lo do facto de que não está a fazer nada agora.

Muitas pessoas voltam-se para a solução fácil – tentam escapar a esse sentimento de indignidade, de não ser ninguém, de não fazer nada. E optam por se distrair, o que torna as coisas ainda piores.

Porque o vazio se torna ainda maior. E sentem-se ainda mais vazios.

Também pode ser devido à falta de ligação com o seu verdadeiro eu.

Se continuar a mentir a si próprio, não acreditar nas suas capacidades, fugir dos problemas, não ajudar os outros, não partilhar o que o incomoda, não amar e apreciar a si próprio – então será miserável, e frustrado, e desesperado.

O que fazer para se sentir completo novamente?

É tempo de deixar de se esconder da verdade, evitando as coisas difíceis, tentando preencher o vazio com coisas aleatórias.

Tenha em mente que muitos outros também estão a lidar com isso. Estão a lutar todos os dias com as suas vozes interiores, ainda as ouvindo, mas tentando fazê-las ficar caladas.

Por isso, eis o que fazer:

  1. Compreender esse vazio. Fique bem com ele. – Observe-o. Tente realmente vê-lo, senti-lo. E saberá porque está lá.
  2. Perceba que está completo, tal como está. – Não precisa de mais ninguém para se sentir melhor. Pode ser feliz, merece-o.
  3. Encha-o:
  • Veja a plenitude da vida, a abundância que tem e ignore o que está a faltar;
  • concentre-se no momento presente, deixe o passado e o futuro para trás;
  • não espere nada;
  • respire fundo e tente perceber como a vida é espantosa, como é abençoado;
  • aprecie tudo o que tem;
  • seja positivo – conheça os seus pontos fortes e trabalhe sobre eles, deixe os pontos fracos para trás;
  • esteja atento a tudo o que faz, esteja totalmente presente;
  • sinta a liberdade – há tantas oportunidades à sua volta, cada dia é uma oportunidade para recomeçar, para mudar para melhor;
  • comece todos os dias com gratidão – obrigado por tudo o que foi, é e será; acredite