Categories
por

Como recusar graciosamente uma oferta de emprego (com exemplos de e-mail)

Assim, procura um novo jo b como um homem ou mulher louco, candidata-se a quem-sabe-como-muitos cargos, e entrevista em alguns lugares diferentes. E encontra-se na invejável posição de ter mais do que uma oferta de emprego em cima da mesa.

Bem, excepto que tem de recusar pelo menos um deles. E isso nem sempre é fácil.

Quer se veja confrontado com uma oferta que nunca aceitaria num milhão de anos ou uma que consideraria (se não fosse pela outra, melhor oferta que também recebeu), eis como elaborar um gracioso “obrigado, mas não obrigado”.

Passo 1: Mostre o seu apreço

Antes de mais, é importante agradecer ao gerente de contratação pela oferta e pelo seu tempo. Sim, entrevistar potenciais candidatos faz parte do trabalho, mas esta pessoa provavelmente passou várias horas a ler o seu currículo, a percorrer os seus perfis nos meios de comunicação social, e a sentar-se consigo para entrevistas. Ele ou ela também pode ter entrado em conflito para falar consigo com outros membros da equipa.

Por isso, um agradecimento específico e de coração por esse tempo e esforço irá longe de mais. Por exemplo:

Muito obrigado pela oferta para o cargo de Gestor de Marketing. Agradeço-lhe muito o tempo que dedicou à minha consideração e por responder a tantas das minhas perguntas sobre a empresa e o seu papel.

Mais uma vez obrigado pela entrevista da semana passada – foi óptimo conhecer a equipa e ver os escritórios. Gostei de aprender sobre o cargo de Director de Operações, e agradeço esta generosa oferta.

Passo 2: Dar um Bom e Breve Motivo

Especialmente se passou muito tempo a entrevistar, é a coisa certa e respeitosa a fazer para não deixar um gerente de contratação no escuro sobre o porquê de estar a declinar o cargo. Dito isto, também não há necessidade de entrar em detalhes sobre as bandeiras vermelhas que viu no seu pretenso patrão, de falar sobre as espantosas regalias no emprego que aceitou, ou de lamentar que tenha passado a semana passada a agonizar sobre a sua decisão.

A melhor abordagem é ser breve mas honesto sobre a sua razão específica para não aceitar o cargo, dizendo algo do género:

Após cuidadosa consideração, decidi aceitar um posto de trabalho noutra empresa.

Após muita reflexão, decidi que agora não é a melhor altura para deixar a minha posição actual.

Embora esta posição pareça ser uma grande oportunidade, decidi prosseguir outro papel que me oferecerá mais oportunidades para prosseguir os meus interesses em marketing e meios de comunicação social.

Pode elaborar na medida em que faz sentido – por exemplo, a dada altura, fui encaminhado para uma empresa por um amigo e passei por três entrevistas antes de receber uma proposta e senti que devia uma explicação completa à equipa de contratação. Expressei o quanto gostei de conhecer o grupo e porque é que o cargo era tão interessante para mim, mas partilhei que tinha outra oferta que acabaria por me apontar mais na direcção dos meus objectivos de carreira.

Mas se o cargo parece terrível e a única razão real que tem é que prefere ficar numa linha de desemprego do que aceitá-lo, uma simples, “Não é bem o adequado para os meus objectivos de carreira neste momento” será suficiente.

Passo 3: Mantenha-se em Contacto

O mundo da procura de emprego – especialmente em certas indústrias – é pequeno. Assim, oferecer alguns pequenos agradáveis antes de assinar é sempre uma boa ideia. Se puder referir algo que tenha discutido, como um evento ou conferência em que ambos estejam presentes, faça-o. Caso contrário, pode fazer uma simples menção de que deseja a esta pessoa tudo de melhor no futuro.

Espero vê-lo no próximo mês na conferência a que ambos vamos assistir.

Foi um prazer conhecê-lo, e espero que nos cruzemos no futuro.

Mais uma vez, obrigado pelo vosso tempo e apoio, e desejo-vos as maiores felicidades.

Recusar uma oferta de emprego – por muito certo que esteja certo de que não a quer – nunca se sente bem. Mas lembrem-se, é uma parte inevitável do início do trabalho dos vossos sonhos.